Aves de inverno

04:42

Na minha primeira sexta-feira sozinha nesta cidade, os corvos foram as aves que me acompanharam até ao trabalho. Passava pouco das 7h da manhã quando para lá me desloquei, debaixo de uma nuvem destas  barulhentas e assustadores aves (devem estar a pensar que estou a exagerar, mas não). Esta foi sem duvida a ave que marcou os primeiros momentos por aqui. Depois de alguns meses, com o aumento da temperatura e com alguma luta biologica contra essa nuvem, que se formava ao nascer e ao pôr do sol, no centro da cidade (sim, foram declarados como praga, e para combater foram libertadas aves rapinas, eu vi nas noticias), elas praticamente desapareceram.
Nos últimos dia voltaram, todos as manhãs e fins de tarde tenho ouvido aquele ruído infernal, que me faz invariavelmente pensar que os dias  pequenos e frios estão quase a bater à porta.  Não quero! 

Contrariamente ao que sinto por corvos, adoro corujas, a minha mãe sempre me ensinou que são sinónimo de conhecimento (até me ofereceu uma quando fui para a universidade).

D.S

You Might Also Like

3 pensamentos sobre o meu segredo

  1. achei lindo o seu blog.
    Te espero: http://larissacanziani.blogspot.com.br
    participe dos sorteios *-*

    ResponderEliminar
  2. O meu pai costuma chamar-me corvo. Porque será, eheh.
    Tb adoro corujas, adoro mesmo.

    ResponderEliminar
  3. Que giro! :)
    Eheh... mas sim, deve ser estranho ser "acompanhada" por uma "nuvem" de corvos...

    Bjs

    ResponderEliminar

Like us on Facebook

Loading followers